Centro Cultural Palace

A obra do Palace Hotel foi iniciada em 1924. Localizado na esquina da Rua Duque de Caxias com Álvares Cabral, viria a compor o Quarteirão Paulista de Ribeirão Preto. O proprietário do terreno e contratante da obra foi Adalberto Henrique de Oliveira Roxo, um importante comerciante de café estabelecido em Ribeirão Preto. Em 1927, o Central Hotel foi adquirido pela Cia. Cervejaria Paulista, empresa que comprou também o terreno paralelo ao hotel e começou a construir o Theatro Pedro II e o Edifício Meira Júnior (Pinguim). Para estabelecer uma mesma linguagem arquitetônica dos edifícios, a fachada do Central Hotel foi reformada por volta de 1930, o projeto foi de autoria do arquiteto Hipólito Gustavo Pujol Júnior.

Após a aquisição e a reforma do prédio pela Cia. Cervejaria Paulista, o antigo Central Hotel passou a ser denominado Palace Hotel, que permaneceu em funcionamento até o ano de 1992, quando encerrou as atividades.

Em 07 de maio de 1982, a Resolução nº 32 do CONDEPHAAT, determinou o tombamento do Palace Hotel e do Theatro Pedro II. No dia 23 de julho de 1996 a Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto permutou o Palace Hotel com a Antarctica.

Iniciou-se então um longo processo de recuperação do prédio acompanhado de perto pelo Conselho Municipal de Cultura, grande responsável pela modificação de Hotel a Centro Cultural.

As obras finais foram entregues em 30 de setembro de 2011. No dia 20 de outubro as portas foram abertas novamente, e começou a ser escrita uma nova história. Abrir as portas do prédio para a cidade é preservar a história de Ribeirão Preto. É permitir que a população tenha acesso a um patrimônio arquitetônico. Fazer a ocupação a partir do cultural é a dar oportunidade a todos da área, além de oferecer ao cidadão acesso imediato a cultura. O Centro Cultural Palace atenderá a todas as áreas culturais e artísticas.
Agenda de Eventos

Localização